Arquivos

Posts Tagged ‘Slackware’

Diablo III no Slackware Linux

junho 14th, 2012 No comments
FacebookTwitterGoogle+

yo! Depois de anos esperando, finalmente podemos jogar a nova versão do Diablo III e nada melhor que jogar na sua distribuição favorita. Felizmente a versão de desenvolvimento do wine consegue rodar o Diablo III com alguns patches.

Para Slackware existe um pacote do windows prontinho com esses patches para rodar o jogo e agradeço ao Alien[1] por fazê-lo e disponibilizá-lo para quem quiser. Então basta baixar os pacotes wine[2] e wine_gecko[3] e do OpenAL[4] para i386 ou para amd64 aqui[5], aqui[6] e aqui[7]. Depois, se você tiver algum pacote do wine, remova-o e instale os novos pacotes.

Então execute o winecfg e mude a versão do windows para “Windows 7″. Após isso é necessário instalar o as bibliotecas de execução do Visual Studio 2008 no wine e para isso baixe o winetriks[8], de permissão de execução:

chmod +x winetricks

E execute:

./winetricks vcrun2008

Feito tudo isso, você está pronto para entrar no mundo do Santuário e mostrar aos demônios do que você é feito!

____________________

* UPDATE *: em sistema 64 bits, execute o jogo com o comando setarch i386 -3 wine /caminho/para/pasta/Diablo\ III/Diablo\ III\ Launcher.exe.

Isso evita o jogo ficar parado ao receber a lista de personagens quando se faz o login na Battle.net.

____________________

[1]: http://alien.slackbook.org/blog/installing-diablo-3-on-slackware-linux/

[2]: http://www.slackware.com/~alien/slackbuilds/wine/pkg/13.37/wine-1.5.5-i486-1alien.tgz

[3]: http://www.slackware.com/~alien/slackbuilds/wine_gecko/pkg/13.37/wine_gecko-1.5-x86-1alien.tgz

[4]: http://www.slackware.com/~alien/slackbuilds/OpenAL/pkg/13.37/OpenAL-1.13-i486-1alien.tgz

[5]: http://www.slackware.com/~alien/slackbuilds/wine/pkg64/13.37/wine-1.5.5-x86_64-1alien.tgz

[6]: http://www.slackware.com/~alien/slackbuilds/wine_gecko/pkg64/13.37/wine_gecko-1.5-x86-1alien.tgz

[7]: http://www.slackware.com/~alien/slackbuilds/OpenAL/pkg64/13.37/OpenAL-1.13-x86_64-1alien.tgz

[8]: http://winetricks.org/winetricks e https://code.google.com/p/winetricks/

XFCE 4.10 no Slackware 13.37

março 15th, 2012 No comments
FacebookTwitterGoogle+

yo! Vamos a mais uma dica para o Slackware Linux, a distro que simplesmente funciona.

O xfce padrão do Slackware 13.37 é o 4.6.2 e ele já está um pouco velhinho. Felizmente ficar de olho no fórum[1] do Slackware Linux sempre traz boas dicas e foi lá que achei algumas pessoas que compilaram e disponibilizaram[2] pacotes do xfce 4.10. Eu vou complementar esse novo xfce com alguns pacotes do slackbuilds.org, melhorando o ambiente mas não pense nesse artigo como algo para ter um super xfce completo,  mesmo porque o completo pode significar algo diferente para nós.

Vamos instalar alguns slackbuilds primeiro. Se você já tiver algum instalado, apenas ignore.

sbopkg -i "webcore-fonts gtk-aurora-engine gtk-engines gtk-nodoka-engine equinox murrine tls libnice gst-python farsight2 libmusicbrainz3 dconf gnome-mplayer ORBit2 GConf libtasn1 libatasmart sg3_utils"

Eu tive problemas ao instlar o udisks e upower pelo sbopkg. O problema é com um argumento errado em alguns Makefile e para corrigir isso, basta, como root, entrar no diretório /var/lib/sbopkg/SBo/13.37/system/udisks/ e editar o arquivo udisks.Slackbuild e acrescentar por volta da linha 84 (antes do make):

* UPDATE * : esse problema com o udisks e upower não ocorreu no Slackware 64bits, somente na versão i486.

sed -i s/-nonet//g doc/dbus/Makefile*
sed -i s/-nonet//g doc/man/Makefile*

Desse modo o arquivo udisks.Slackbuild fica assim:

./configure \
  --prefix=/usr \
  --libdir=/usr/lib${LIBDIRSUFFIX} \
  --sysconfdir=/etc \
  --localstatedir=/var \
  --mandir=/usr/man \
  --docdir=/usr/doc/$PRGNAM-$VERSION \
  --build=$ARCH-slackware-linux

sed -i s/-nonet//g doc/dbus/Makefile*
sed -i s/-nonet//g doc/man/Makefile*

make
make install DESTDIR=$PKG

 

Agora é só gerar o pacote e instalar:

wget `grep DOWNLOAD= udisks.info|cut -d= -f2|sed s/\"//g `
./udisks.Slackbuild
installpkg /tmp/udisks-*.t?z

Depois faça a mesma coisa com o upower em /var/lib/sbopkg/SBo/13.37/system/upower.  Após instalar, termine adicionando mais esses pacotes:

sbopkg -i "libdaemon libunique libsoup libproxy libgnome-keyring gnome-keyring avahi gvfs"

Se você tiver o xfce padrão do slackware, será necessário removê-lo antes:

removepkg /var/log/packages/xfce*
removepkg /var/log/packages/thunar*

Agora baixe os pacotes do xfce para i386[3] ou para amd64[4] (não se esqueça do pacote no diretório dep) e então é só instalá-los:

installpkg *.t?z

Por fim, atualize seu .xinitrc executando o xwmconfig.

E tudo pronto! Agora você possui o xfce mais novo.

 

[1]: http://www.linuxquestions.org/questions/slackware-14

[2]: http://www.linuxquestions.org/questions/slackware-14/xfce-4-10-a-937767/page3.html

* UPDATE * : atualizei os links abaixo pois os antigos não existe mais

[3]: http://download.tuxfamily.org/salixbang/depot/i486/13.37/salixbang/xfce/

[4]: http://download.tuxfamily.org/salixbang/depot/x86_64/13.37/salixbang/xfce/

Categories: Tecnologia Tags:, , ,

Slackware64 + multilib + KDE 4.8 + Virtualbox + wine

fevereiro 13th, 2012 2 comments
FacebookTwitterGoogle+

yo! Nesse artigo vou mostar como usar o Slackware64 “rolling-release”, também conhecido como -current. Como o foco é desktop, vou mostrar com habilitar o suporte à multilib que é necessário para o wine e o virtualbox.

Os nossos passos serão:

– Baixar o mutilib e o kde 4.8.0

– Instalar o Slackware64 13.37

– Atualizar para o -current

– Instalar o multilib

– Instalar o driver de vídeo proprietário no caso de placas da NVIDIA ou AMD

– Instalar o kde 4.8.0

– Compilar e instalar o wine

– Instalar o Virtualbox

 

Passo 1: Baixar o mutilib e o kde 4.8.0

Primeiro vamos baixar o multlib e o kde-4.8.0 e deixá-los num pen-drive ou partição para já instalarmos logo após atualizar para o current:

rsync -av --delete rsync://taper.alienbase.nl/mirrors/alien-kde/4.8.0/x86_64/deps /mnt/alien/kde48/deps/
rsync -av --delete rsync://taper.alienbase.nl/mirrors/alien-kde/4.8.0/x86_64/kde /mnt/alien/kde48/kde/
wget http://taper.alienbase.nl/mirrors/alien-kde/4.8.0/x86_64/kdei/kde-l10n-pt_BR-4.8.0-noarch-1alien.txz
rsync -av --delete rsync://taper.alienbase.nl/mirrors/people/alien/multilib/current /mnt/alien/multilib/

Pronto. Vamos para o próximo passo.

 

Passo 2: Instalar o Slackware64 13.37

Não vou explicar como instalar o Slackware Linux, já espero que você saiba como fazê-lo.

Durante a instalação não é necessário instalar o kde, afinal vamos usar o kde mais novo do alien.

 

Passo 3: Atualizar para o -current

Agora vamos atualizar o novo sistema para a versão -current.

Edite o /etc/slackpkg/mirrors escolhendo um mirror e mudando o 13.37 para current.

Atualize para o current:

slackpkg install-new
slackpkg upgrade-all

Quando o slackpkg perguntar se quer rodar o lilo, diga que sim (Y). Quando ele perguntar sobre o arquivos de configuração novos, respoda que quer sobrescrever.

Reinicie o sistema e depois vamos ao próximo passo.

 

Passo 4:  Instalar o multilib

Monte o pen-drive ou partição aonde salvou o multilib e o kde 4.8:

mkdir /mnt/alien
mount /dev/sdb1 /mnt/alien
cd /mnt/alien/mutilib/current
upgradepkg --reinstall --install-new *.t?z
upgradepkg --reinstall --install-new slackware64-compat32/*-compat32/*.t?z

Pronto. Agora vamos colocar os pacotes do alien na blacklist do slackpkg para evitar que ao atualizar o slackware você sobrescreva os pacotes da glibc e do gcc.

Edite o /etc/slackpkg/slackpkg.conf e adicione no final do arquivo:

# Alien's multilib packages
 [0-9]+alien

 

Passo 5: Instalar o driver proprietário de vídeo

Essa parte é só para quem tem placa de vídeo da NVIDIA ou AMD e quer usar o driver proprietário. Não vou explicar como executar o procedimento em si (entrar no site do fabricante, baixar o driver e executar a instalação), mas deixarei registrado a pós-instalação.

Contudo, antes um detalhe importante: é necessário instalado o mutilib antes do driver de vídeo, assim ele detecta que o sistema suporta 32bits e já instala as bibliotecas 32bits junto com as 64bits.

Após a instalação do driver, adicione o driver opensource na blacklist:

Para placas AMD:
echo "radeon" >> /etc/modprobe.d/blacklist.conf
Para placas ATI:
echo "nouveau" >> /etc/modprobe.d/blacklist.conf

Isso é imporante pois o driver opensource “conflita” com o driver proprietário e coisas estranhas acontecem se os dois estiverem carregados.

E depois configure o xorg, bastando criar o arquivo /etc/X11/xorg.conf.d/50-device.conf:

Section "Device"
   driver "fglrx"
EndSection

Passo 6: Instalar o kde 4.8.0

Para instalar o kde, você tem 2 opções:

1. Pode instalar tudo com upgradepkg –reinstall –install-new kde/*t?z

2. Pode instalar só o que precisa, então entre no diretório do kde e execute pkgtool. Ele irá mostrar o pacote com sua descrição e então você escolhe quer instalar ou não. Lembre-se se instalar o pacotes importante do kde (kde-*, kdeadmin*, kdeartwork*, kdegraphics*, kdelibs*, kdemultimedia*, kdenetwork*, kdepim* kdeplasma*, ark*, kcalc*, kcolor*, konsole*, ksecrets*, kwallet*, kwebkitpart*, lib*, marble*,  okular*, oxygen*, perl*, polkit*, pykde*, qtruby*)

cd /mnt/alien/kde48
upgradepkg --reinstall --install-new deps/*.t?z

Procure por novos arquivos de configuração: slackpkg new-config

Instale o pacote de idioma: installpkg kde-l10n-pt_BR-4.8.0-noarch-1alien.txz

Pronto. Reinicie o computador.

 

Passo 7: Compilar e instalar o wine

O wine não funciona bem em 64bits, pelo menos por enquanto e por isso precisamos do multilib (sem contar outros programas como o skype).

Um detalhe importante é que você pode instalar as dependências somente em 32bits. No meu caso eu instalo o pacote 64bits e refaço o pacote 32bits para só possuir a libs e os binários. Logo abaixo mostrei as duas opções.

Vamos precisar e instalar dos slackbuilds (na ordem): OpenAL, fontforge, webcore-fonts, prelink e wine. Desses só o webcore-fonts é que pode ser instado 64bits já que ele não depende de arquitetura.

sbopkg -i webcore-fonts

Para instalar os slackbuilds 32bits são necessários dois passos: o primeiro é rodar o script 32dev.sh do Alien que serve para preparar o ambiente e o segundo é alterar a variável LIBDIRSUFFIX do arquivo pacote.Slackbuild. Também vamos alterar o OUPUT para gerar o pacote num diretório especifico ao invés do padrão que é o /tmp. Irei mostrar para como fazer isso para um dos pacotes e cabe a você fazer nos outros.

O pacote será o OpenAL

Edite o OpenAL.Slackbuild e altere:

de: OUTPUT=${OUTPUT:-/tmp}
para: OUTPUT=${OUTPUT:-/home/slackbuilds32}

e em outra linha

de: elif [ "$ARCH" = "x86_64" ]; then
 SLKCFLAGS="-O2 -fPIC"
 LIBDIRSUFFIX="64"

 para:
 elif [ "$ARCH" = "x86_64" ]; then
 SLKCFLAGS="-O2 -fPIC"
 LIBDIRSUFFIX=""

Lembre-se de criar o diretório /home/slackbuilds32

Prepare o ambiente para compilação 32bits:

. /etc/profile.d/32dev.sh

(sim, o . antes faz parte do comando)

Compile o slackbuild:

./OpenAL.Slackbuild

Tudo pronto. Agora é que tem a diferença que comentei no ínicio dessa parte.

Se você quiser ter apenas a versão 32bits, então basta instalar o pacote com o comando installpkg /home/slackbuilds32/OpenAL*.t?z

Se você quiser ter o pacote 64bits e as libs e binários do mesmo em 32bits, então vamos modificar o pacote 32bits para só instalar as libs e os binários. Para isso:

cd /home/slackbuilds32
tar xvf OpenAL*.t?z

Irão surgir os diretórios aonde o pacote instala seus arquivos, que geralmente são install, usr e etc. Precisamos apagar o etc, usr/doc, usr/man, usr/share/ usr/include e quaisquer outros diretórios que sejam independente de arquitetura.

Depois movemos os binários para um outro diretório:

mkdir usr/bin/32
mv usr/bin/{arquivos} usr/bin/32/
mv usr/sbin/* usr/bin/32/
NOTA: {arquivos} são os binários do programa. Mova-os para do diretório usr/bin para usr/bin/32

Agora refazer o pacote:

tar czf OpenAL-1.13-x86_64-lib32-1.tgz install usr

Agora basta instalar o pacote.

Precisamos instalar a versão 64bits do mesmo programa, para ter os arquivos 64bits e os independente de arquitetura que removemos do pacote 32bits. Para isso, você precisa abrir um outro terminar, já que o atual está modificação para compilação de programas em 32bits. No novo terminar basta instalar o pacote:

sbopkg -i OpenAL

Agora é só repetir os passos com os outros programas.

 

Passo 8: Instalar o Virtualbox

Baixe o Virtualbox de www.virtualbox.org. Por exemplo:

wget http://download.virtualbox.org/virtualbox/4.1.8/VirtualBox-4.1.8-75467-Linux_amd64.run
chmod +x VirtualBox-4.1.8-75467-Linux_amd64.run

entre como root e instale-o com

./VirtualBox-4.1.8-75467-Linux_amd64.run

Para instalar o extension pack e ter suporte à usb, rdp e etc., baixe o extpack e instale

http://download.virtualbox.org/virtualbox/4.1.8/Oracle_VM_VirtualBox_Extension_Pack-4.1.8-75467.vbox-extpack

Por fim, adicione seu usuário no grupo vboxusers:

gpasswd -a seu_usuário vboxusers

 

Tudo pronto! E por fim, seguem algumas dicas:

–  montar pen-drives com ntfs não tem permissão de escrita porque é usado o driver ntfs do kernel ao invés do ntfs-3g. Para corrigir isso faça com root:

 cd /sbin; ln -s mount.ntfs-3g mount.ntfs

Referência: http://www.linuxquestions.org/questions/showthread.php?p=4441319

– configurar o teclado em pt-br:

Crie o arquivo /etc/X11/xorg.conf.d/10-keyboard.conf:

Section "InputClass"
        Identifier "mykeyboard"
        MatchIsKeyboard "on"
        Option "XkbLayout" "br"
        Option "XkbOptions" "terminate:ctrl_alt_bksp"
EndSection

Referências:

http://alien.slackbook.org/dokuwiki/doku.php?id=slackware:multilib

http://taper.alienbase.nl/mirrors/alien-kde/4.8.0/

http://alien.slackbook.org/blog/

Categories: Tecnologia Tags:, , ,

Lançado Slackware Linux 13.37

abril 29th, 2011 1 comment
FacebookTwitterGoogle+

YO! Depois de 3 releases candidates, algumas atualizações e correções foi lançado a nova versão da distribuição linux mais antiga em atividade, o Slackware Linux 13.37.

Temos muitas novidades nessa nova versão, mais g33k, dentre as quais eu destaco:

  • Linux: 2.6.37.6 e o 2.6.38.4 no /testing, além de .config prontos para 2.6.39rc4 e 2.6.35.12
  • KDE 4.5.5 e XFCE 4.6.2. Não são as últimas versões desses ambientes desktop, mas essas são versões bem estáveis. Para quem quiser estão disponíveis as versões 4.6 do KDE e 4.8 do XFCE através de pacotes ou slackbuilds pelos desenvolvedores do Slackware AlienBOB[1] e rworkman[2], respectivamente.
  • Mozilla Firefox 4.0, Thunderbird 3.1.9 e Seamonkey 2.1b3
  • glibc 2.13, gcc 4.5.2, PHP 5.3.6, Perl 5.12.3, Python 2.6.6 e Ruby 1.9.1-p431
  • E muito mais[3]

Preparem as mídias e os upgrades!

[1]: http://alien.slackbook.org/blog/next-in-series-kde-4-6-2/

[2]: http://connie.slackware.com/~rworkman/xfce-4.8/

[3]: http://www.slackware.com/announce/13.37.php

Categories: Notícias Tags:,

Fazendo um Desktop Encriptado com Slackware Linux 13.x

outubro 1st, 2010 No comments
FacebookTwitterGoogle+

A idéia é simples. Um laptop com Slackware Linux pode ser roubado e então todos os seus arquivos podem ficar disponíveis a qualquer um.

Com este método e este script você pode ter um linux com uma segurança melhorada e automatizada. Já que o diretório do usuário fica encriptado por uma senha e somente com ela pode-se montar o diretório.

A primeira coisa a fazer é colocar o Slackware para iniciar em init 3.

Basta editar o /etc/inittab e colocar:

id:3:initdefault:

Isto é feito pois nosso script vai substituir o modo normal de login via kdm.

Read more…

Categories: Tecnologia Tags:,

Instalar GNOME no Slackware

agosto 26th, 2010 1 comment
FacebookTwitterGoogle+

yo! Depois de um bom tempo usando GNOME no Slackware e gostando muito, resolvi fazer esse post, mostrando passo a passo como instalar o GNOME 2.30 no Slackware Linux 13.1 usando um dos projetos que distribuem o GNOME para Slackware, o GNOME SlackBuild (http://gnomeslackbuild.org), também chamado de GSB.

Uma das coisas mais legais do GSB é que ele praticamente não modifica nada no Slackware, tornando bem simples o processo de remoção caso queria removê-lo do sistema (e esse procedimento está na documentação oficial), além de possuir uma versão para x86_64 e de procurar se manter atualizado. Realmente é um ótimo projeto e espero que dure por muitos anos.

Read more…

Categories: Tecnologia Tags:, ,

Atualizar Slackware 13.0 para 13.1

junho 4th, 2010 No comments
FacebookTwitterGoogle+

Vou apresentar minha experiência atualizando meu notebook e o desktop de trabalho para do Slackware 13.0 para a versão 13.1. A atualização foi tranquila e vou descrever o método tradicional de atualização, pois é possível atualizar seu sistema usando o slackpkg.

Uma observação que faço é que esse documento é uma tradução adaptada do UPGRADE.TXT que acompanha do Slackware 13.1 e que eu recomendo fortemente que você leia o arquivo CHANGE_AND_HINTS.TXT antes de atualizar.

Read more…

Categories: Tecnologia Tags:,

Slackware Linux 13.1 Lançado

maio 24th, 2010 No comments
FacebookTwitterGoogle+

yo!

Lançado!!

A nova versão estável preferida de muita gente, incluindo eu, o Slackware Linux 13.1 saiu hoje, depois de praticamente 8 meses de desenvolvimento.

Dentre as novidades, podemos citar:

  • Linux kernel 2.6.33.4
  • KDE SC 4.4.3
  • XFCE 4.6.1
  • glic 2.11.1 e gcc 4.4.4
  • PHP 5.2.13, Perl 5.10, Python 2.6 e Ruby 1.9
  • Apache 2.2.15
  • e muito mais!

Assism que possível, vou fazer a atualização e faço um post dos passos. Para quem não quiser esperar, recomendo a leitura do CHANGES_AND_HINTS.TXT e do UPGRADE.TXT.

Muito obrigado ao Patrick e à todos os devs e contribuidores do Slackware!! E bons upgrades ;)

Categories: Tecnologia Tags:,

Preparem os testes – Slackware 13.1RC1

maio 17th, 2010 1 comment
FacebookTwitterGoogle+

yo! Dia 14 saiu o primeiro release candidate do Slackware Linux 13.1, portanto preparem as máquinas de teste para o upgrade. As grandes novidades dessa versão incluem o kernel 2.6.33.4 que é bem recente e a última versão dos desktops KDE (4.4.3) e xfce (4.6.1).

Mais detalhes no changelog http://www.slackware.com/changelog/current.php?cpu=i386

Categories: Tecnologia Tags:,

Criando um pendrive para instalar o Slackware 13

maio 5th, 2010 No comments
FacebookTwitterGoogle+

Hoje em dias os pendrives estão ficando cada vez maiores em capacidade e mais baratos. Se você tem um pendrive a partir de 2Gb, pode faze-lo ser um Pendrive instalador de Slackware.

A seguir passarei os passos para criar um pendrive “bootavel” para instalar o Slackware em dispositivos sem CD ou DVD ou mesmo para reparar instalações danificadas: Read more…

Categories: Tecnologia Tags:, ,